Livra Livro: Maio 2019

maio 17, 2019

#Resenha de Filme - Os Intocáveis

#Resenha de Filme - Os Intocáveis
 
Os Intocáveis (Intouchables, 2011) um filme francês baseado no livro autobiográfico de Philippe Pozzo. Tanto livro e filme são baseados em fatos reais, e nos conta a história de Philippe, um homem rico e tetraplégico que conta com o auxilio de um enfermeiro para poder ajuda-lo em sua rotina. Philippe é um homem inteligente, aprecia a arte e boa música, mora em uma casa muito bonita, mas vive solitário, cercados de empregados.
Também conhecemos Driss, um homem negro, pobre, agressivo que no momento está sem trabalho e acabou de sair da prisão, precisando de um emprego ele acaba se candidatando a vaga de enfermeiro na casa de Philippe. Sem nenhuma experiência e em padrões diferentes, Phillippe fica curioso com o jeito e atitudes de Driss e acaba o contratando para ser seu enfermeiro. Driss tem de ajudar Phillipe em tudo, a se vestir, a tomar banho, a se alimentar e com seu jeito turrão de ser, ele não aceita fazer certas coisa e isso acaba fazendo Philippe se divertir. Os dois constroem uma relação de amizade muito forte apesar das grandes diferenças sociais.






Driss com seu jeito espontâneo e seu jeito simples, conquista a todos da casa de Phillipe e o próprio Phillipe, uma coisa que percebemos claramente, é que Dris não sente pena da condição de Phillipe, não o olha com piedade e não o trata como se fosse uma pessoa frágil, coisa que Phillipe está cansado é de ser tratado assim pelas pessoas ao seu redor.
Ao lado de Phillipe, Driss começa a perceber as coisas com outro olhar, a desenvolver seu lado sensível e a apreciar novas coisas. Acredito que os dois aprenderam muito um com o outro nesse relacionamento. Não é um filme dramático, é um filme com humor, claro que possui drama, mas não aquele drama mórbido. A amizade e companheirismo que cresce nesse meio "profissional" é tão sincero e apaixonante que dá uma vontade de participar. Vemos como eles fazem bem um para o outro, como através de simples momentos de conversas e passeios os dois criam um laço sincero de amizade e confiança.




Phillipe vive dias maravilhosos na companhia de Driss, se sente vivo, divertido. Driss se mostra um verdadeiro amigo, um homem correto, com muita bondade e de um grande coração. O filme é maravilhoso, é um filme lindo e um lição de vida. Mostra que independente de cor, níveis sociais, o que conta mesmo é o caráter da pessoa. Driss, aquele que não era apto para o cargo aos olhos dos empregados, acabou se mostrando o melhor com sua sinceridade, com seu jeito espontâneo de ser e com o seu carisma e atenção com Phillipe.
Gente e sem contar que é uma história real, eu não sabia desse detalhe quando assisti ao filme, lembro que alguma editora lançou o livro, e depois de assistir ao filme estou louca querendo compra-lo. Fico feliz com essa história, ainda existe pessoas boas como o Driss no mundo, capaz de levar alegria para pessoas especiais, mesmo que seja só com o sorriso nos rosto e a boa vontade de ajudar. Recomendo o filme para todos, assim que terminei de assistir e senti leve com a história e feliz. Assistam!

" - Porque escolheu alguém tão fora dos padrões, sem qualificação e provavelmente nenhuma compaixão?É isso mesmo. É exatamente o que quero, nenhuma compaixão. Ele sempre me passa o telefone. Sabe por quê? Ele esquece”.

maio 17, 2019

Resenha de Livro: Fiquei com o Seu número - Sophie Kinsella

Resenha de Livro: Fiquei com o Seu número  - Sophie Kinsella
Fiquei com o Seu número  
Sophie Kinsella
Editora Galera Record
Páginas: 460



    Quanto tempo não lia um livro tão engraçadinho e fofo, os livros da Sophie Kinsella, sempre me deixam apaixonada e quando finalizo a leitura com aquelo sorriso bobo no rosto dá uma vontade de viver tudo aquilo novamente.
Em Fiquei com o seu número, conhecemos Poppy Wyatt uma jovem fisioterapeuta que conheceu seu futuro marido em uma de suas consultas, Magnus Tavish, um jovem professor que tem uma família muito intelectual.
Poppy foi pedida em casamento por Magnos com um lindo anel de esmeraldas, que todas as suas amigas ficaram babando. (essa palavra me lembra aquela música você-sabe-qual) e em um evento todas pedem a Poppy para experimenta-lo em seus dedos. Okay, só uma doida para deixar um anel valioso ficar passando de mão em mão, ainda mais em um evento! Poppy acaba perdendo seu anel e fica desesperada, dá o número de seu celular para todos que estavam nesse evento, e se não pudesse piorar, acaba perdendo seu celular. E agora caso alguém encontre seu anel de esmeraldas, como irão avisa-la?
Desesperada por um telefone, Poppy acaba encontrando um celular em um lata de lixo no hotel onde aconteceu o tal evento, claro que esse celular tem um dono, e quer esse celular de volta, o celular é de um empresa importante e pertencia a assistente de um executivo Sam lindo Roxton. Poppy bate o pé e diz que não devolverá o celular devido não te-lo roubado e sim acado em um lugar público a lixeira. E acaba fazendo um acordo com Sam, irá passar todos os e-mail recebido no celular para o e-mail dele. Será que isso vai dar certo?
Poppy é o tipo de pessoa otimista, alegre que sempre vê o lado bom das coisas, super simpática, e sempre se coloca em segundo lugar quando é para ajudar alguém. Poppy é distraída, atrapalhada e acima de tudo um coração enorme! Uma das coisas que achei bem legal e diferente, foi as notas de rodapé, são notas feitas pela própria Poppy, super engraçadas.
Já o Sam, o dono do celular, é todo sério, um executivo bem conceituado. e quando ele se depara com uma doida que nem a Poppy você pode ter certeza que irá dar boas risadas! O Sam, me lembrou um pouco o Luke, do livro "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom" sempre que ele aparecia vinha a imagem do Luke na minha cabeça! Será porque os dois são fofos?
Em Fiquei com seu número, encontramos uma história super gostosa, fofa e bem engraçada, não tem muito romance, mas sentimos a presença ali, me entendem? haha..
Super recomendo o livro, me diverti bastante, a Sophie como sempre arrasando nos chick-lit!! E nem preciso dizer que entrou para os meus favoritos!!
Espero que gostem!!

maio 17, 2019

#Resenha de Livro - O Príncipe da Névoa - Carlos Ruiz Zafón

#Resenha de Livro - O Príncipe da Névoa -  Carlos Ruiz Zafón
O Príncipe da Névoa
Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma das Letras
Páginas: 180


    Sempre tive muita vontade de conhecer a narrativa doZafón de tanto ler resenhas positivas e excelente elogios ao autor. Decidi que já era hora de começar a ler suas obras, e comecei pelo livro " O Príncipe da Névoa", que é primeiro romance de uma série de romances juvenis.
Em o Príncipe da Névoa, conhecemos a família Carver, que está de mudança para um pequeno vilarejo, devido a guerra que está se aproximando, o livro se passa no ano de 1943. Conhecemos Max, um jovem muito inteligente e questionador.
A casa onde Max e sua família estão indo morar é rodeada de mistérios, a antiga família que morava na casa, os Fleischmann. Durante muito tempo de casados os Fleischmann conseguiram ter seu primeiro filho, Jacob. Um menino saudável cheio de vida, mas aos sete anos de idade, o menino morreu afogado na praia perto de casa, e seus pais não suportando a dor, decidiram se mudar do vilarejo, devido as lembranças. No dia da mudança, seu pai encontrou um projetor e alguns filmes. Decididos a verem os filmes, descobrem que são videos gravados pelo Sr. Fleischmann, videos caseiros que mostram uma parte do terreno da casa ao qual Max ainda não teve tempo de explorar. Um jardim de estátuas, que como toda criança ficaria fascinada e curiosa para conhecer.
Ao visitar o jardim das estátuas, Max descobre que há algo de errado com alguma coisa ali, como as estátuas mudam de lugar? Que segredos aquele lugar esconde? Qual o motivo das estátuas ali?
Max tem duas irmãs, Irina e Alicia. Suas vidas vão seguindo normalmente. Em um passeio pela praia, Max conhece Roland, um jovem muito simpático, que vive com seu avô adotivo, que é o responsável pelo farol. o Sr. Víctor Kray, que foi quem construiu o farol depois de sofrer um naufrágio a bordo do navio Orpheus. O navio é o objeto onde Roland mas busca coisas em seus dias de mergulho, sempre trazendo peças ou objetos para casa sem ter ideia do perigo que corre.
Max e Roland acabam se tornando amigos e Max o apresenta a sua irmã Alicia. Os três jovem passam dias de aventuras, mergulhando no mar ou andando de bicicleta pela cidade. Coisas estranhas começam a acontecer, e isso só deixa Max mais curioso e sempre em busca da verdade. Max se encanta com as histórias fantasmagóricas de Víctor Kray, que Max não está totalmente convencido. Será que Víctor esconde algumsegredo? Será que Víctor sabe o real motivo das estátuas?
Um livro regado de mistérios, que te deixam ali, com os olhos grudados nas páginas, e sempre querendo mais e mais. A narrativa é ótima, aquelas que te prendem, apesar de o livro ser narrado em terceira pessoa, não vi problemas de me envolver com os personagens e de vivenciar todas as aventuras. O livro é ótimo, apesar de ser infanto-juvenil, mas eu indico para qualquer idade, aos amantes de mistérios e suspenses iram se divertir!! Recomendo! E espero ler mais livros do autor!!
Copyright © 2016 Livra Livro , Blogger